A Empresa

A missão da ADCom Comunicação Empresarial é criar, consolidar, fortalecer e valorizar a imagem e reputação de empresas, instituições e profissionais junto a seu público alvo e à sociedade, por meio de comunicação integrada. Nosso trabalho tem como meta aumentar o encantamento pela marca, tornando o consumidor fã dela e, também, um disseminador de seu nome. Esta paixão possibilita à empresa praticar valores mais justos e lucrativos. Integramos distintas formas de comunicação para geramos maior visibilidade e transformarmos, de forma moderna e antenada, o assessorado em referência no seu segmento para que seu público fique cada vez mais encantado. 

Serviços

  • Relacionamento com a Imprensa

    O Relacionamento com a Imprensa, conhecido como Assessoria de Imprensa, visa dar ênfase ao envio de informações sobre o cliente à mídia impressa, eletrônica e on line para que ele se transforme em fonte em matérias jornalísticas. Esta ação agrega valor, aumenta a reputação e lembrança do nome de forma direta e indireta, atingindo diferentes públicos de interesse, de forma maciça e mais abrangente.
  • Publicações

    Desenvolvimento de publicações digitais ou impressas (jornais, revistas, newsletters, material publicitário, entre outros) com o objetivo de valorizar, institucionalmente, o cliente, atingindo e se relacionando com o público alvo, abrindo o diálogo e levando a ele informações de valor e interesse. 
  • Geração de Conteúdos

    Desenvolvemos todos os tipos de conteúdos para os mais diferentes fins. São eles: matéria jornalística, livro, blog, rede social, redação publicitária, release, newsletter, revista, jornal, sites, portais, entre outros. São textos, fotos, vídeos, podcasts (áudios), com o conteúdo pertinente àquele meio e ao público ao qual se destina. Fazemos geralmente um "cross media", onde um meio complementa o outro de forma atraente e envolvente. Estamos sempre antenados com as novas tendências e como potencializar seu uso com uma comunicação inteligente, criativa e de resultados.
  • Sites e Portais

    O site do cliente deve ter uma apresentação moderna, dinâmica e ser atualizado constantemente para geração de interesse.

    A ideia é abastecermos continuamente com notícias sobre a empresa e meio de atuação, com artigos assinados pelos diretores, com imagens, gráficos, vídeos, entre outros materiais que gerem interesse e levem informação de qualidade para o internauta.

    Atualizamos também conteúdos estáticos existentes e gerenciamos a contratação de profissionais, por exemplo, entre outras ações de relevância para este item da mais alta relevância para qualquer empresa, seja de que porte for.
  • Redes Sociais

    As redes sociais ganham importância crescente com o acesso cada vez maior de pessoas a elas pelas mais distintas formas, sendo as principais celulares e tablets.

    Por isso, devem ser tratadas com a relevância devida, aumentando o engajamento, informando e formando opinião para consolidação da reputação, bem como valorização da imagem.

    Nossa equipe elabora conteúdo (textos, fotos, vídeos, podcasts), seleciona públicos de interesse, impulsiona publicações com o foco tanto na valorização de imagem e reputação como na reversão de leads para o cliente.

    É importante sempre ser elaborado conteúdo condizente com cada rede pois cada uma delas tem a sua peculiaridade.
  • Prevenção e Gerenciamento de Crise de Imagem

    Quanto custa e quanto tempo leva para se construir um nome no mercado?

    O deslize de um funcionário, o descontentamento de cliente, a má explicação de um fato, a deturpação da informação ou até mesmo alguma fatalidade são fatores que podem arruinar a imagem e a reputação de empresas, profissionais, produtos e instituições.

    A ADCom Comunicação Empresarial, por meio de trabalho contínuo junto ao cliente, pode avaliar, prevenir, antecipar soluções e criar ferramentas específicas para situações potenciais de crise.

    E, se ela estiver instalada, resolvê-la da forma mais adequada.

    Uma crise sempre deixa sequelas graves que, se não forem corretamente trabalhadas, podem ser difíceis de reverter.
    Esta situação é, por si só, muito difícil. Porém, é importante que também se atue forte depois da ocorrência para amenizá-la de maneira substancial.
    O ideal é, desde o início desta queda, manter-se aberto ao diálogo e se mostrar acessível aos questionamentos dos públicos interno e externo, com um discurso ético, honesto e com comunicação acessível a todos.
  • Eventos

    Realizamos a cobertura in loco de eventos tanto próprios como que contem com a participação do cliente.

    É promovida divulgação jornalística pré e pós-evento para mailing de interesse e imprensa, bem como em tempo real, ao vivo, no momento que ocorre, para abastecimento das redes sociais.

    Também preparamos o presskit para a sala de imprensa e, além do apoio jornalístico, disponibilizamo-nos a sugerir ideias para maior valorização destas ações.

    Por isto, é importante que nossa equipe participe desde o momento da concepção para que se possa ter mais atrativos tanto para a imprensa como para o público de interesse. 
  • Treinamentos e Palestras

    A ADCom Comunicação Empresarial ministra palestras e treinamentos sobre o funcionamento da mídia brasileira, como lidar com a imprensa, como se portar em uma entrevista e como se comunicar com os variados públicos de interesse por meio de distintas ferramentas.

Notícias

Estas três dúvidas são frequentes sobre uso de hífen em português

Estas três dúvidas são frequentes sobre uso de hífen em português

Durante algumas semanas, abordamos aqui o uso de hífen. Muitos leitores, nos comentários, sempre protestaram contra a falta da lógica no uso do sinal mais confuso de nossa Língua Portuguesa. Como afirmou o mestre Mattoso Câmara Júnior: “O emprego deste sinal é incoerente e confuso.”Se até o próprio Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa e os estudiosos apresentam divergências, imagine quem não é especialista.A regra básica diz que a finalidade do hífen é indicar a formação de um novo vocábulo composto:  “caixa-preta” corresponde a um gravador nas aeronaves; “caixa preta” já é uma caixa da cor preta, literalmente. “Ano-novo” corresponde à virada de ano; “ano novo” são os doze novos meses, o ano literalmente novo. Como mais um exemplo, “saia-justa” é a famosa situação embaraçosa; “saia justa” é apenas uma peça do vestuário.Além disso, vamos a algumas dúvidas comuns:MAL-EDUCADO, MALEDUCADO ou MAL EDUCADO?Os adjetivos formados com o elemento MAL devem usar hífen quando a palavra seguinte começar por H ou por vogal:  “Paulo é um sujeito mal-humorado.”; “Ela é uma mulher mal-educada.” A expressão “mal educada” só é utilizada quando for advérbio: “Sílvia foi uma estudante mal educada pelos professores.”Por fim, enfatizo que a forma “maleducado” não encontra registro, de acordo com o padrão. 2. ABAIXO-ASSINADO ou ABAIXO ASSINADO? Com hífen, representa o documento, o substantivo: “O advogado daquele caso já recebeu o nosso abaixo-assinado.”Sem o uso do hífen, representa quem assinou o documento (literalmente): “Eu, Fulano Silva, abaixo assinado, venho solicitar que os condôminos…”3. SÓCIO-ECONÔMICO ou SOCIOECONÔMICO?Quando o elemento SÓCIO for substantivo, devemos grafar com acento agudo e hífen: “sócio-fundador, sócio-gerente, sócio-presidente”No entanto, quando o elemento SOCIO for adjetivo (a conhecida redução de social), devemos grafar sem o acento agudo e sem o uso de hífen:  “sociopolítico, socioeconômico, sociocultural, sociolinguístico”. Em caso de dúvida, o melhor caminho é a consulta. Para isso, existem os dicionários e o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (o importante VOLP).(Fonte: Exame)  Saiba Mais

4 deslizes de português frequentes no mundo corporativo

4 deslizes de português frequentes no mundo corporativo

Após a construção textual, é aconselhável sempre revisar. Seja detalhista: verifique plural, singular, concordância, vírgula, acento grave. Além disso, dê mais atenção ainda ao verbo.Para o texto de hoje, trouxe alguns trechos, comuns no mundo corporativo, com “deslizes verbais:1.”Neste mês, aconteceu diversas reuniões produtivas. Parabéns a todos!” Segundo nossas regras gramaticais, o verbo deve concordar com o sujeito. No caso acima, o sujeito do verbo acontecer é “diversas reuniões”, que está no plural, exigindo o verbo igualmente no plural. 2. ” Após a análise do produto, cremos que já devem fazer mais de três meses de fabricação.” Apesar do excelente uso da vírgula (separando a expressão adverbial), o verbo fazer – quando se refere a tempo decorrido – não deve sofrer a pluralização.Dessa forma, mesmo estando em locução verbal (deve fazer), o auxiliar permanece no singular:  “deve fazer mais de três meses” ou  “faz mais de três meses”.3. “Analisou-se todos os produtos em questão. Atenciosamente, …”            A forma correta seria o verbo no plural. A presença da partícula apassivadora “se” faz a frase ser passiva, ou seja, o sujeito é quem sofre a ação do verbo (todos os produtos). É  o mesmo que “Todos os produtos em questão foram analisados.”4.”O resultado da pesquisa foi números assustadores.” Entre o singular e o plural, a concordância do verbo deve ser feita preferencialmente no plural.Se o sujeito estiver no singular e o predicativo no plural, a concordância do verbo SER faz-se preferencialmente no plural:  “Tudo são resultados.”  Se o sujeito estiver no plural e o predicativo no singular, a concordância do verbo SER faz-se preferencialmente no plural: “Estes produtos foram a salvação da empresa.” Em outras palavras:  pela regra, o verbo poderia estar tanto no singular quanto no plural. A preferência da maioria dos gramáticos é o verbo no plural (diante das condições acima).(Fonte: Exame)  Saiba Mais

Clientes

Contato