10 dicas para ler e escrever melhor

10 dicas para ler e escrever melhor

Para ler e escrever melhor, é preciso compreender que a leitura e a escrita caminham juntas. Por isso, é essencial aprender quais são os aspectos fundamentais que envolvem essas tarefas. Quanto mais você se dedicar à leitura, melhor será a sua escrita. Da mesma forma, quanto mais você escrever, melhor compreenderá os textos e o processo concernentes ao ato de escrever.

Tanto a leitura quanto a escrita sempre vão acompanhá-lo nos momentos de lazer, nos estudos e nas tarefas profissionais. Por isso, listamos abaixo 10 dicas que vão ajudá-lo a ler e, consequentemente, escrever melhor. Confira:

1. Leia com cuidado
Ler rápido demais não significa que você realmente foi eficiente e aproveitou o conteúdo. Para conseguir absorver o máximo do conteúdo, é necessária uma leitura atenta. Caso precisar, destaque, anote e marque as páginas, porque seus apontamentos completarão aquilo que o autor tentou transmitir. Se houver dúvidas, separe um tempo para buscar respostas e se aprofundar no assunto e nas ideias que o autor apresentou.

2. Crie fichas de leitura
Outra maneira de aprimorar a leitura de um conteúdo é por meio de fichas. Existem técnicas de anotações, por exemplo, que ajudam você a classificar o enredo, o gênero e outras características de um livro. Pelo fato de processar muita informação, o cérebro não consegue se lembrar de tudo, mas pequenas anotações podem ajudá-lo a lembrar de pontos-chave de cada conteúdo.

3. Aproveite materiais de referência
Muitas publicações incluem referências para materiais complementares, como críticas e questionários. Não ignore essas informações de apoio, pois eles podem proporcionar um entendimento maior sobre o contexto e o assunto. Procure também por materiais que exijam uma leitura mais profunda, ricos em detalhes emocionais e sensoriais. Dessa forma, você terá mais facilidade de descrever gestos corporais e outros aspectos subjetivos em um texto escrito.

4. Leia em voz alta
Ler em voz alta serve como uma boa estratégia de memorização, além de ajudar a entender melhor alguns conteúdos mais exigentes e complexos. Essa prática também pode ajudá-lo a colocar as ideias em ordem e evitar que o texto fique confuso, quando estiver começando a escrevê-lo.

Ao escutar o que você escreveu, será mais fácil identificar erros de gramática e de estrutura textual. Por falar em voz, tente falar e escrever corretamente no dia a dia também. Conversas informais de Internet, bate-papo, excesso de gírias e abreviações atrapalham o seu progresso.

5. Leia mais sobre outros assuntos
Cultivar a leitura: essa é a melhor estratégia para ler melhor. Adote o hábito de ler diariamente. Não leia apenas pela obrigação de entregar tarefas aos professores. Escolha conteúdos do seu interesse, mas selecione também outras opções de assunto para diversificar seus conhecimentos.

Leia sobre outros assuntos com os quais não está acostumado, isso amplia seu conhecimento literário e ajuda a aumentar seu repertório no momento de escrever ou falar sobre algo. Essa variação impede a leitura de se tornar enjoativa e aumenta a sua visão de mundo. Tenha sempre um livro ao seu alcance.

6. Aprenda sobre leitura dinâmica
Leitura dinâmica é um conceito que engloba diversas técnicas que o ajudam a ler mais rápido, mantendo a qualidade do entendimento e da retenção de informações. Ao desenvolver essas técnicas, você conseguirá aumentar a velocidade de leitura, bem como a capacidade de compreensão e de memorização. E ainda, essas técnicas vão ajudá-lo a melhorar a sua concentração, o que é fundamental para cortar distrações que podem atrapalhá-lo durante as leituras.

7. Edite textos e outros conteúdos
Não é recomendado cobrar por esse tipo de serviço caso você não esteja qualificado para tal. Mesmo assim, é uma ótima maneira de treinar sua percepção sobre estilos textuais e estruturais de um conteúdo; fazê-lo de maneira voluntária para colegas de classe ou amigos.

Aproveite oportunidades para treinar a sua escrita, seja quando for redigir um e-mail, um blog post ou algo nas redes sociais. Isso vai ajudá-lo a escrever melhor. Mas não fuja da dúvida quando ela surgir, pois será uma oportunidade para estudar e esclarecer os desafios do idioma.

8. Evite clichês, estrangeirismos e outros excessos
Evite inserir, em seus textos, ideias ou frases muito usadas. Quanto mais atenção você tiver com os materiais que está estudando, mais cuidado terá quando for produzir seus textos. Além do mais, a não ser que esteja escrevendo para um público específico, evite usar estrangeirismos em excesso. Termos como IoT (Internet of Things) podem não ser entendidos por todos.

Busque utilizar uma linguagem mais adequada para cada público. Utilizar palavras mais simples pode ser mais vantajoso do que palavras mais rebuscadas. Outra coisa a se evitar é o excesso de exemplos e citações, porque isso pode soar como um sinal de que você não entende bem sobre o assunto.

9. Leia e escreva diariamente para ganhar prática
Você pode ler e escrever sem compromisso sobre algo que gosta, pois isso tornará o trabalho mais divertido e interessante. Talvez você possa registrar seus textos em um blog ou diário. Escrever e ler, como toda prática, precisa de consistência e regularidade. Quanto maior o tempo gasto em determinada atividade, maiores serão as habilidades adquiridas.

Outro ponto importante: ao escrever, não fique refém de corretores automáticos. Esses corretores ajudam a eliminar erros básicos, mas não compreendem suas ideias e estilos de escrita. Por isso, aprenda mais sobre gramática e escrita, para que você consiga escrever textos melhores para cada tipo de leitor.

10. Releia e reescreva seus textos antigos
Ler e reescrever seus textos antigos vai ajudá-lo a perceber o seu desenvolvimento, o que você melhorou e o que ainda precisa melhorar. Pode ser uma postagem nas redes sociais, um blog post, uma questão dos seus estudos, entre outros.

Ao reescrever textos antigos, observe se você empregou a linguagem correta, pois escrever bem varia de acordo com o propósito de cada texto. Veja também se o texto era objetivo ou se havia “enrolações”. Um texto mais conciso, que comunique a mesma mensagem de um texto mais longo, geralmente é mais comunicativo e interessante para os leitores.

Não é complicado aprender a ler e escrever melhor, mas é preciso se dedicar bastante para entender e aprimorar-se na arte da comunicação. Contudo, não faça do seu cérebro apenas um consumidor de informações, compartilhe suas experiências sobre leitura e escrita para ajudar outras pessoas também. Dessa forma, suas habilidades amadurecerão com mais consistência.

Por falar em experiência, compartilhe suas experiências de leitura e escrita, para que possamos ajudar ainda mais pessoas com informações de qualidade.

(Fonte: Universia) 

Lista de notícias

Contato