3 erros de português muito frequentes nas mensagens pelo WhatsApp

3 erros de português muito frequentes nas mensagens pelo WhatsApp

Na comunicação escrita por meio daquele famoso aplicativo, os desvios em relação ao padrão da Língua podem trazer inúmeros prejuízos ao texto. Listei alguns pontos que merecem a nossa atenção.
Vocativo ou complemento
O chamado vocativo, termo responsável pelo chamamento, tem o emprego da vírgula como marca. Exemplos:

 “Já estou com o veículo oficial. Levarei, Maria?”

Sem o uso da vírgula, no exemplo acima, “Maria” é o complemento do verbo e o sujeito “levará Maria” a algum lugar.

 “Já estou com o veículo oficial. Levarei Maria?”

  É apenas um sinal de pontuação, mas em grupos de trabalho, a confusão pode ser enorme.

Ambiguidade
Linguisticamente, é o vício de linguagem que resulta em mais de uma interpretação de significado para um agrupamento de palavras. Vejamos  o caso abaixo:

“Caros Colegas,

  Vocês não vão acreditar! Acabei de falar com o chefe que estava com depressão.”

Quem estava depressivo? O sujeito da frase ou o chefe? O pronome “que” também nos leva a entender que há outros chefes, mas um passou por depressão. Uma simples reestruturação da oração retira o problema:

“Caros Colegas,

 Vocês não vão acreditar! Acabei de falar com o chefe, sobre minha depressão”.

Excessos de desvios ortográficos
 No ambiente profissional, estamos constantemente sendo avaliados. Uma dessas avaliações ocorre em relação ao padrão da Língua, uma vez que apresentações e publicações (a clientes, a colaboradores e ao público) devem ocorrer em acordo às regras gramaticais.

 Por isso, procure sempre revisar a mensagem escrita.
(Fonte: Exame)

Lista de notícias

Contato