Cientistas lançam app para monitorar surto do coronavírus

Cientistas lançam app para monitorar surto do coronavírus

No Reino Unido, um grupo de cientistas lançou um app chamado Covid Symptom Tracker (Rastreador de sintomas da covid, em tradução livre). O objetivo é monitorar e entender como ocorre a disseminação do Sars-CoV-2, e porque a Covid-19 tem muito mais impacto sobre alguns infectados.

O app foi desenvolvido pelo King’s College de Londres, e já estava sendo usado para monitorar os sintomas do coronavírus em participantes de um estudo com milhares de gêmeos e suas famílias, a fim de comprovar a influência dos genes nesses casos.

Agora, os cientistas tiveram a ideia de expandir a utilização do app para o público em geral e usar os dados para entender questões do tipo: Como o vírus se espalha? Como os pontos de foco de contágio são criados? Quem tem mais risco de ser infectado? Por que a doença é mais perigosa para alguns doentes?

Interface do app Covid Symptom Tracker.

No momento, o app já foi baixado 750 mil vezes no Reino Unido. É essa capacidade de alcance massivo e imediato que pode ajudar os cientistas a coletar uma grande quantidade dados essenciais com certa precisão, e em tempo real.

Ao abrir o app, o usuário deve realizar um cadastro, fornecendo dados como o nome completo, o endereço, altura, idade, peso, condições de saúde, informações sobre ter alguns tipos de doenças específicas, como asma e diabetes, ser usuários de cadeiras de rodas ou alguns medicamentos distintos.

Além disso, é preciso responder se já passou por um teste de coronavírus, se apresenta sintomas como febre, tosse e problemas respiratórios e sobre suas condições atuais de saúde. Essas três últimas perguntas devem ser respondidas todos os dias, para que o mapeamento da propagação do vírus seja eficaz.

Os cientistas afirmaram que, se for adotado por uma quantidade significativa de cidadãos, em um determinado país, o app tem condições de ajudá-los a controlar a pandemia da Covid-19. O app deve ser lançado nos Estados Unidos nesta quinta-feira (26).

(Fonte: Tecmundo)

Lista de notícias

Contato