Como o WhatsApp tem preparado sua 'independência' do celular

Como o WhatsApp tem preparado sua 'independência' do celular

O WhatsApp tem preparado uma grande atualização que deve garantir sua "independência" dos celulares. Testada anteriormente no Android, a versão beta do WhatsApp Web que dispensa a conexão com os smartphones já está sendo experimentada também no iOS.

As informações foram divulgadas recentemente pelo WaBetaInfo. De acordo com o site, a versão beta 2.21.60.11 do aplicativo para o sistema operacional da Apple permite que o mensageiro seja utilizado em navegadores sem a necessidade de que o celular esteja conectado à internet.

Atualmente, para utilizar o serviço no PC é preciso abrir o app no celular e realizar a leitura de um QR Code. Até alguns meses atrás, esse modelo só funcionava em um computador por vez, algo que deve ser expandido para mais dispositivos ao mesmo tempo.

O WaBetaInfo lembrou que algumas funções do app ainda não estão presentes nessa versão beta, mas devem ser adicionadas no futuro. Nos testes, por enquanto, é informado que não é possível utilizar o botão "Apagar para todos" (para deletar mensagens para todas as pessoas da conversa) e mandar mensagens para pessoas que não possuem a versão mais recente do mensageiro.

O novo WhatsApp Web ainda não possui data de lançamento e segue sendo desenvolvido. A promessa é que ele será mais rápido do que o atual, e que contas empresariais também poderão ser utilizadas sem a necessidade de um smartphone conectado à internet.

Expansão do WhatsApp

Esse será mais um movimento do WhatsApp em direção a se tornar um serviço maior e não apenas um software de mensagens. No início deste mês, o aplicativo que pertence ao Facebook lançou no Brasil e em outros países o WhatsApp Pay (Pagamentos no WhatsApp).

A ferramenta permite realizar transações financeiras entre os usuários, o que garante o envio e recebimento de dinheiro de amigos e familiares e compras em pequenos estabelecimentos comerciais.

Para utilizar a função, é possível cadastrar cartões de débito ou pré-pagos. A segurança é feita pelo mesmo sistema do Facebook Pay, que funciona com biometria ou um PIN para aprovar cada transação e possui criptografia para proteger os dados do cartão.

Não se sabe se a ferramenta de transferência de valores será lançada na versão web, mas o fato é que se ela chegar, o aplicativo se tornará ainda mais independente dos celulares.

(Fonte: TecMundo)

Lista de notícias

Contato