Covid-19: britânica é a 1ª pessoa a receber vacina da Pfizer

Covid-19: britânica é a 1ª pessoa a receber vacina da Pfizer

Esta terça-feira (8) se tornou um dia histórico para o combate à pandemia do coronavírus quando, às 06h31 em Londres, o Reino Unido se tornou o primeiro país a começar oficialmente a administrar a vacina contra covid-19 desenvolvida pela Pfizer e BioNTech após a conclusão de todas as fases de testes. A primeira pessoa a ser vacinada foi uma "vovó" britânica de 90 anos Margaret Keenan.

Madrugadora, a vovó Margaret chegou cedinho ao hospital em Coventry, no centro da capital britânica, exatamente uma semana antes do seu 91º aniversário. Ela afirmou num comunicado que esse foi o melhor presente de aniversário antecipado que poderia desejar, “porque significa que finalmente posso esperar passar um tempo com minha família e amigos no Ano Novo”.

Após a aplicação da primeira vacina, um vídeo mostrou Keenan sendo empurrada em uma cadeira de rodas para fora da enfermaria enquanto, alinhada no corredor com equipamentos de proteção, a equipe de enfermagem aplaudia calorosamente a idosa, numa repetição da cena em que sobreviventes da covid-19 deixam os hospitais.

Maggie, como a vovó Keenan é conhecida entre seus amigos, receberá sua segunda dose da vacina daqui a três semanas, com imunidade total prevista para uma semana depois disso. Para acrescentar mais dramaticidade ao momento, a segunda pessoa a ser vacinada, foi William Shakespeare, de 81 anos, da cidade de Warwickshire (por coincidência, a mesma do famoso bardo).

O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS) utilizará cerca de 70 centros hospitalares em todo o país para administrar vacinas a pacientes acima de 80 anos que estão internados em hospitais e todos aqueles que já receberam alta. Em seguida, serão vacinados os residentes de asilos e seus cuidadores, e depois todas as pessoas com mais de 80 anos, e profissionais de saúde da “linha de frente”.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que foi hospitalizado com o vírus em abril passado, agradeceu ao NHS e aos cientistas responsáveis pelo desenvolvimento da vacina.

(Fonte: TecMundo)

Lista de notícias

Contato