Metaverso movimenta R$ 30 milhões em 3 vendas e iate virtual bate recorde

Metaverso movimenta R$ 30 milhões em 3 vendas e iate virtual bate recorde

O interesse das pessoas pelo metaverso, impulsionado após o anúncio de que o Facebook trabalha na construção do seu universo digital — e que foi seguido por posições parecidas de várias outras grandes empresas —, multiplicou os valores envolvidos nas negociações de propriedades e outros ítens representados por NFTs em plataformas já existentes, como Decentraland e The Sandbox.

Nos últimos dias, vários terrenos virtuais e NFTs foram vendidos por quantias milionárias nesses dois metaversos, envolvendo valores que impressionariam até se representassem objetos do mundo real.
O metaverso se tornou assunto especialmente desde que empresas como Facebook, Microsoft, Disney, Nike e Adidas, entre várias outras, anunciaram planos ambiciosos para desenvolvimento ou entrada no metaverso, e grandes instituições financeiras reconheceram a tecnologia como um mercado potencialmente gigantesco — a Grayscale chamou de "oportunidade de 1 trilhão de dólares" e o Morgan Stanley disse que o setor pode gerar bilhões para o mercado de luxo e "mudar a forma como nos relacionamos".

Confira três das vendas mais expressivas dos últimos dias:

1. O terreno virtual de R$ 14 milhões

O Metaverse Group, subsidiário da Tokens.com, comprou na última semana um terreno no Decentraland, um dos mais populares e antigos metaversos em blockchain, por 618.000 manas, a criptomoeda nativa da plataforma, o equivalente a quase 2,5 milhões de dólares (14 milhões de reais).

Foi a venda mais cara da história do Decentraland, quebrando o recorde registrado em junho, quando outro terreno foi vendido por menos da metade desse valor — cerca de 915.000 dólares.

O terreno fica na área "Fashion Street" do mapa da Decentraland e a Tokens.com afirmou que será usado para hospedar eventos digitais de moda e para a venda de roupas virtuais para avatares.

A área é formada por 116 sublotes, cada um medindo cerca de 5 metros quadrados. No total, o terreno adquirido possui um espaço online equivalente a 566 metros quadrados.

2. O megaiate que vale como um iate real

O Megaflower Super Mega Yacht é um barco virtual do metaverso The Sandbox, e foi vendido na última semana por incríveis 149 ether, ou cerca de 650.000 dólares (3,65 milhões de reais). É o NFT mais caro já negociado na plataforma.

Descrito como um megaiate ultraluxuoso, conta com dois helipontos, hidromassagem, cabine para DJ, entre outras amenidades — todas virtuais, é claro. O Megaflower foi criado pela Republic Realm, que é uma desenvolvedora do metaverso, para uma soleção de NFTs de luxo criada especificamente para o The Sandbox e que inclui outros ítens como ilhas particulares, jet skis e outras lanchas.

O The Sandbox é um universo virtual onde os participantes podem construir, possuir e monetizar todas as suas experiências dentro do jogo. Isso inclui criar NFTs e disponibilizá-los para venda no mercado dentro da plataforma.
A Adidas anunciou que sua entrada no metaverso será justamente no The Sandbox, o que impulsionou o preço do token nativo da plataforma, o SAND. Além da marca de artigos esportivos, várias outras marcas e celebridades têm parceria com o The Sandbox, como Atari, Bored Ape Yacht Club, Snoop Dogg, Os Smurfs, entre outros.

(Fonte: Exame)


Lista de notícias

Contato