SP flexibliza restrições e permitirá CCXP e Campus Party presenciais

SP flexibliza restrições e permitirá CCXP e Campus Party presenciais

O Governo do Estado de São Paulo anunciou, nesta quarta (7), a ampliação do horário de funcionamento de comércios e serviços não essenciais de 21h para às 23h a partir de sexta-feira (9) até o dia 31 de julho. No entanto, a flexibilização das restrições poderá ser revista a qualquer momento.
O atendimento de templos religiosos, espaços culturais, salões de beleza, clubes e estabelecimentos comerciais também foi ampliado. A ocupação permitida passou de 40% para 60% da capacidade total.

As aulas presenciais do ensino técnico e superior estão previstas para serem retomadas a partir de 2 de agosto, com 60% de ocupação para todos os cursos, exceto os da área de saúde, que poderão funcionar com 100% da capacidade.

A partir do dia 17 de julho, o governo paulista pretende realizar 30 eventos testes com pessoas vacinas e com diagnóstico negativo para a covid-19. Entre os eventos, destacam-se:

  • A feira Campus Party, prevista para começar em 28 de outubro;
  • O Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, em 21 de novembro;
  • A CCXP, de 15 a 20 de dezembro.
"Todos os eventos são eventos modelo, que criam modelos de segurança, que criam acessibilidade apenas de forma segura, com exigência de vacinação completa, com testagem de antígeno em 24 horas, ou RT-PCR nas últimas 72 horas", garante Jean Gorinchteyn, secretário da Saúde do Estado de São Paulo.

Ações preventivas continuam

Apesar da flexibilização nas restrições por conta da melhora dos índices de saúde e avanço da vacinação, todas as ações preventivas, como a higienização de mãos e os protocolos de distanciamento social, continuam sendo recomendadas.

O toque de recolher continua em todas as cidades do estado, com horário entre 23h e 5h, a partir de sexta. A recomendação de teletrabalho para atividades administrativas não essenciais e o escalonamento de horários para entrada e saída de trabalhadores dos setores de comércio, serviços e indústrias também estão mantidos.

(Fonte: TecMundo)

Lista de notícias

Contato