Xiaomi promete máscara que se desinfeta sozinha e não trava celular

Xiaomi promete máscara que se desinfeta sozinha e não trava celular

Diante da atual crise provocada pela pandemia do coronavírus, a Xiaomi anunciou que está trabalhando no desenvolvimento de uma máscara N95 que pode ser usada sem interferir no reconhecimento facial de celulares. O dispositivo, que foi apelidado de Project Aeri, está sendo desenvolvido pela Huami, empresa subsidiária da Xiaomi com foco em wearables.

Conhecida por desenvolver o smartwatch Amazfit, a Huami compartilhou na semana passada as primeiras imagens do protótipo do wearable. O dispositivo deve ser uma máscara facial auto-desinfetante com um filtro N95 substituível. Ela poderá ajudar os usuários a revelar suas expressões faciais enquanto respiram de modo seguro.



Como muitos smartphones não são capazes de reconhecer máscaras, a Huami começou a trabalhar em um projeto no início do mês chamado uSmile. A iniciativa tem o objetivo de revelar expressões faciais, normalmente escondidas pelas máscaras, para aliviar os efeitos do distanciamento social, o que poderia ajudar a desbloquear o celular sem tirar a proteção facial.

O projeto ainda não tem data de chegada, mas a empresa compartilhou fotos de dois designs conceituais, X e Y, que ajudam a ter uma ideia de como pode ser o dispositivo. Apelidado de Project Aeri, o respirador deve ser uma máscara com corpo transparente e filtro N95, que é o padrão mais recomendado contra agentes infecciosos.

Máscara é composta por um filtro substituível ao lado de um ventilador — Foto: Reprodução/XDA Developers

O dispositivo será feito de um material macio e flexível, que, segundo a empresa, oferece um ajuste firme ao redor do rosto. A parte da frente será transparente e o fluxo de ar será fornecido por filtros substituíveis de almofada que ficam nas laterais, ao lado de um ventilador. É isso que impede que a máscara fique embaçada.

Quando não estiver em uso, a máscara emitirá uma luz ultravioleta, que já vem embutida, para realizar a desinfecção. Ela vai contar ainda com um sensor AQI (Air Quality Index, ou Índice de Qualidade do Ar em português), que fornece informações em tempo real sobre a qualidade do ar, umidade, frequência respiratória e expiração do filtro. Além disso, o dispositivo poderá ser carregado por uma porta USB-C.

As máscaras poderão ainda ser personalizadas de acordo com o gosto do usuário. Será possível modificar os filtros e as tiras com diferentes cores e adicionar um visor removível para proteção extra.

Máscara da Huami conta com filtro substituível, visor transparente e auto desinfecção — Foto: Reprodução/GizmoChina

Diversas cidades no Brasil e no mundo estão decretando o uso obrigatório de máscaras, o que exige adaptações para que o reconhecimento facial continue funcionando sem expor o usuário aos riscos. No iPhone, por exemplo, há uma dica para facilitar o desbloqueio do celular que consiste em refazer o escaneamento facial com a máscara cobrindo metade do rosto.

(Fonte: TechTudo)

Lista de notícias

Contato