A Empresa

A missão da ADCom Comunicação Empresarial é criar, consolidar, fortalecer e valorizar a imagem e reputação de empresas, instituições e profissionais junto a seu público alvo e à sociedade, por meio de comunicação integrada. Nosso trabalho tem como meta aumentar o encantamento pela marca, tornando o consumidor fã dela e, também, um disseminador de seu nome. Esta paixão possibilita à empresa praticar valores mais justos e lucrativos. Integramos distintas formas de comunicação para geramos maior visibilidade e transformarmos, de forma moderna e antenada, o assessorado em referência no seu segmento para que seu público fique cada vez mais encantado. 

Serviços

  • Relacionamento com a Imprensa

    O Relacionamento com a Imprensa, conhecido como Assessoria de Imprensa, visa dar ênfase ao envio de informações sobre o cliente à mídia impressa, eletrônica e on line para que ele se transforme em fonte em matérias jornalísticas. Esta ação agrega valor, aumenta a reputação e lembrança do nome de forma direta e indireta, atingindo diferentes públicos de interesse, de forma maciça e mais abrangente.
  • Publicações

    Desenvolvimento de publicações digitais ou impressas (jornais, revistas, newsletters, material publicitário, entre outros) com o objetivo de valorizar, institucionalmente, o cliente, atingindo e se relacionando com o público alvo, abrindo o diálogo e levando a ele informações de valor e interesse. 
  • Geração de Conteúdos

    Desenvolvemos todos os tipos de conteúdos para os mais diferentes fins. São eles: matéria jornalística, livro, blog, rede social, redação publicitária, release, newsletter, revista, jornal, sites, portais, entre outros. São textos, fotos, vídeos, podcasts (áudios), com o conteúdo pertinente àquele meio e ao público ao qual se destina. Fazemos geralmente um "cross media", onde um meio complementa o outro de forma atraente e envolvente. Estamos sempre antenados com as novas tendências e como potencializar seu uso com uma comunicação inteligente, criativa e de resultados.
  • Sites e Portais

    O site do cliente deve ter uma apresentação moderna, dinâmica e ser atualizado constantemente para geração de interesse.

    A ideia é abastecermos continuamente com notícias sobre a empresa e meio de atuação, com artigos assinados pelos diretores, com imagens, gráficos, vídeos, entre outros materiais que gerem interesse e levem informação de qualidade para o internauta.

    Atualizamos também conteúdos estáticos existentes e gerenciamos a contratação de profissionais, por exemplo, entre outras ações de relevância para este item da mais alta relevância para qualquer empresa, seja de que porte for.
  • Redes Sociais

    As redes sociais ganham importância crescente com o acesso cada vez maior de pessoas a elas pelas mais distintas formas, sendo as principais celulares e tablets.

    Por isso, devem ser tratadas com a relevância devida, aumentando o engajamento, informando e formando opinião para consolidação da reputação, bem como valorização da imagem.

    Nossa equipe elabora conteúdo (textos, fotos, vídeos, podcasts), seleciona públicos de interesse, impulsiona publicações com o foco tanto na valorização de imagem e reputação como na reversão de leads para o cliente.

    É importante sempre ser elaborado conteúdo condizente com cada rede pois cada uma delas tem a sua peculiaridade.
  • Prevenção e Gerenciamento de Crise de Imagem

    Quanto custa e quanto tempo leva para se construir um nome no mercado?

    O deslize de um funcionário, o descontentamento de cliente, a má explicação de um fato, a deturpação da informação ou até mesmo alguma fatalidade são fatores que podem arruinar a imagem e a reputação de empresas, profissionais, produtos e instituições.

    A ADCom Comunicação Empresarial, por meio de trabalho contínuo junto ao cliente, pode avaliar, prevenir, antecipar soluções e criar ferramentas específicas para situações potenciais de crise.

    E, se ela estiver instalada, resolvê-la da forma mais adequada.

    Uma crise sempre deixa sequelas graves que, se não forem corretamente trabalhadas, podem ser difíceis de reverter.
    Esta situação é, por si só, muito difícil. Porém, é importante que também se atue forte depois da ocorrência para amenizá-la de maneira substancial.
    O ideal é, desde o início desta queda, manter-se aberto ao diálogo e se mostrar acessível aos questionamentos dos públicos interno e externo, com um discurso ético, honesto e com comunicação acessível a todos.
  • Eventos

    Realizamos a cobertura in loco de eventos tanto próprios como que contem com a participação do cliente.

    É promovida divulgação jornalística pré e pós-evento para mailing de interesse e imprensa, bem como em tempo real, ao vivo, no momento que ocorre, para abastecimento das redes sociais.

    Também preparamos o presskit para a sala de imprensa e, além do apoio jornalístico, disponibilizamo-nos a sugerir ideias para maior valorização destas ações.

    Por isto, é importante que nossa equipe participe desde o momento da concepção para que se possa ter mais atrativos tanto para a imprensa como para o público de interesse. 
  • Treinamentos e Palestras

    A ADCom Comunicação Empresarial ministra palestras e treinamentos sobre o funcionamento da mídia brasileira, como lidar com a imprensa, como se portar em uma entrevista e como se comunicar com os variados públicos de interesse por meio de distintas ferramentas.

Notícias

Facebook testa botão para cancelar envio de mensagens no Messenger

Facebook testa botão para cancelar envio de mensagens no Messenger

Mensageiro também pode receber layout com “modo noturno”; saiba mais sobre os testesO Facebook Messenger está testando a função "Unsend Message", que permite cancelar o envio de mensagens para todas as pessoas da conversa – semelhante ao recurso "Apagar para todos" disponível no WhatsApp. Atualmente, o conteúdo excluído some apenas do aplicativo do próprio usuário, ou seja, o destinatário continua com acesso ao bate-papo.A funcionalidade, que está em fase de testes, foi descoberta pela pesquisadora de tecnologia Jane Manchun Wong, famosa por encontrar novas funções nas redes sociais. De acordo com Jane, o usuário também teria um tempo limite para cancelar mensagens, assim como no WhatsApp, mas ela não informou o período. Vale lembrar que não há garantia de que a novidade chegue à versão final do Messenger.Além disso, ainda não há informações sobre a existência de notificação para avisar ao destinatário sobre o cancelamento do texto.Segundo a imprensa americana, o recurso teria sido divulgado pelo Facebook em abril deste ano, após mensagens de Mark Zuckerberg terem sido apagadas de chats antigos com usuários do serviço. Apesar disso, só agora foram encontradas comprovações de que a rede social estaria trabalhando na função. A funcionalidade apareceria no mesmo menu em que está localizada a opção atual de apagar mensagens.Em resposta ao site TechCrunch, o Facebook afirmou: “Embora não tenhamos nada para anunciar hoje, confirmamos que pretendemos implementar um recurso como esse e ainda estamos planejando como fazer. O Facebook testa internamente os produtos e recursos antes de serem enviados ao público para que possamos garantir a qualidade da experiência”.Outra novidade do Messenger descoberta pela pesquisadora mostra um layout com “Modo Noturno” no chat. O recurso seria útil para trocar o tradicional branco do design por tons escuros. No entanto, assim como a função de cancelar o envio de mensagens, não é possível afirmar se o Facebook irá implementar os recursos definitivamente na plataforma.(Fonte: Tech Tudo)  Saiba Mais

Como criar um mindset de inovação na sua empresa

Como criar um mindset de inovação na sua empresa

Inovar é o caminho natural das empresas. Quando falamos em negócios, empresas, processos e tudo o que envolve o dia a dia de uma companhia, acabamos nos voltando a este tema. Como melhorar processos internos? Inovação. Precisa de um novo software para encurtar ou automatizar trabalhos? Inovação. Quer ganhar mais ou reduzir custos? Inovação!As áreas de conhecimento respiram inovação. Cientistas inovam para obter novas fórmulas, teorias e avanços. Banqueiros inovam para ter margens maiores de lucro. Arquitetos inovam em construções para encontrar materiais mais baratos e mais resistentes. Desenvolvedores e profissionais de TI inovam para fazer sistemas mais rápidos e que tornem a experiência de seus usuários cada vez mais imersiva.Temos então esta situação. Todo mundo precisa inovar, no entanto, como as empresas novas e tradicionais fazem para que isso seja possível? Como estimular um ambiente inovador? Quais resultados esperar e de quais tipos de inovação?Quebrar hierarquiaA hierarquia mata a inovação. Encare isso. A pessoa que está se propondo a isso não pode depender do julgamento de outras acima de seu nível hierárquico até que a ideia chegue a quem realmente a entenderá. As inovações incrementais mais bem-sucedidas e mais rápidas são aquelas que pesquisam o hábito do consumidor. É algo rápido, está na boca de todos os usuários que usam sua ferramenta e não pode esperar pela hierarquia.As pessoas têm medo de levar suas ideias adiante por acharem que serão julgadas. Quando há muitas etapas a serem vencidas, a ideia morrerá sem chegar aos ouvidos de quem realmente importa.Tenha muitos ouvidosVejo muitos clientes, com orgulho, dizer: criamos uma área de inovação - que já foi chamada de R&D (ou P&D – Pesquisa e Desenvolvimento) -, com orçamentos volumosos. Reconheço que a inovação precisa começar de alguma forma, mas restringir os ouvidos somente às vozes vindas do próprio time é perigoso.Mas, lembre que empresas pequenas e com poucos funcionários não têm um departamento de inovação. No Nubank, por exemplo, há uma área que se chama “Fator Wow!”. Como o nome sugere, a responsabilidade do time é criar experiências que impressionem seus clientes.Seu cenário é de empresa grande? Pense no Google. Com milhares de funcionários, 20% do tempo de cada funcionário é livre para que possam trabalhar em suas próprias ideias. O modelo de negócios da Google permite este tempo ocioso, pois sua fábrica de dinheiro está automatizada. Legal, vamos olhar agora para a Apple. Ela vende hardware, é uma fábrica e é uma das empresas mais inovadoras do mundo!Estimule o intraempreendedorismoO objetivo final é inovar, mas isso só vai acontecer quando as pessoas pensarem fora da caixa e, para isso, precisam se sentir à vontade e entender que têm liberdade para propor ideias e que elas não serão cortadas.Não deixe o outro se desmotivarUm projeto é analisado por diversas pessoas antes de ser colocado em prática ou não. Por este motivo, é essencial passar feedbacks ao idealizador, deixando claro o que achou da ideia e destacando os pontos positivos e negativos. Desta forma, a pessoa não ficará desmotivada e buscará se aperfeiçoar em uma nova ideia.Uma dica: quem for avaliar uma proposta deve buscar com o idealizador o conceito principal, para juntos decidirem se é aplicável ou não à empresa.Comece não há cartilha! Só depende de você. Grandes empresas de consultoria irão propor modelos prontos, que custam milhões de dólares, sobre como “implementar a transformação digital”, por exemplo. Não vai funcionar. Sua cultura não deixará. A inovação é incremental. Não terá prazo e custo definidos.Pense você mesmo como começar. Estabeleça planos, estude teorias de inovação e entenda como elas acontecem. Uma vez compreendido, você saberá por onde começar. Sugestão: estude lean, jornadas de design e metodologia ágil de desenvolvimento de software.(Fonte: CIO) Saiba Mais

Este erro de português é o mais problemático nas mensagens de Whatsapp

Este erro de português é o mais problemático nas mensagens de Whatsapp

Não colocar os sinais de pontuação é erro de português mais problemático que o professor de Língua Portuguesa, Diogo Arrais, dono do canal Mesma Língua no Youtube, encontra em mensagens pelo WhatsApp.“A falta de pontuação gera muita ambiguidade”, diz. Nas mensagens em que há o uso de Vocativo (termo responsável por chamar, invocar ou apelar para alguém) se não houver a separação por vírgula, por exemplo, o risco de mais de uma interpretação de significado é grande, segundo ele.Em uma de suas colunas semanais em EXAME, o professor Diogo Arrais falou sobre a confusão que a ausência de vírgula separando o Vocativo pode causar, sobretudo, em grupos de trabalho. Ele citou o seguinte exemplo:“Já estou com o veículo oficial. Levarei, Maria?”. “Já estou com o veículo oficial. Levarei Maria?”.Na primeira frase, está claro que a mensagem é direcionada à Maria. Na segunda frase, o sentido muda completamente: o termo Maria não é vocativo e, sim, complemento do verbo. O autor da mensagem levará Maria a algum lugar com o veículo oficial.A justificativa de que, por ser uma comunicação rápida, as mensagens no aplicativo não precisariam, necessariamente, seguir a norma de pontuação não é válida, na opinião do professor.“O que seria uma comunicação urgente acaba sendo uma comunicação mais demorada porque a pessoa não consegue passar bem o que ela tem a dizer ao não pontuar bem o texto. É lamentável, o que deveria ser urgente acaba sendo desgastante, demorado e confuso”, diz.(Fonte: Exame)  Saiba Mais

Clientes

Contato